Processos de Soldagem

Processo de soldagem por resistência

Artigo escrito pelo professor Alexandre Queiroz Bracarense, PhD da CEFET-MG.

Na soldagem por resistência, as peças a serem soldadas são pressionadas uma contra outra, por meio de eletrodos não consumíveis , fazendo passar por estes uma alta corrente, que esta ocasiona, segundo a Lei de Joule ( Q = K R I2 t ), uma quantidade de calor proporcional ao tempo, resistência elétrica e intensidade de corrente, que deverá ser suficiente para permitir que a região de contato entre as peças a serem soldadas atinja o ponto de fusão.

Para que possamos soldar uma peça com esse processo, é necessário verificarmos 3 fatores importantes: Aquecimento, tempo e pressão, e mantermos um equilíbrio entre eles.

Artigo: Tamanho 0,14 MB em pdf. 18 páginas.

Textos relacionados:

Apostila solda por resistência

Soldagem por resistência – equipamento

Soldagem por resistência – Tipos de soldagem por resistência

Clique aqui e faça o download do nosso artigo: Processo de soldagem por resistência.

SHARE
RELATED POSTS
Soldagem Fora da Gravidade
Fenômenos de Molhamento, Espalhamento e capilaridade envolvidos na Brasagem
Introdução do processo GMAW Pulsado em Peças de Aço Carbono do Segmento Automobilistico com o Recurso Robotização

Deixe seu comentário

*