Artigos Notícias

5 erros a se evitar com uma tocha de extração de fumos

Publicado por André Faber em 18/03/2022 11:25:24

A extração de fumos nocivos deve ser um padrão adotado, por razões de saúde. Muitos dependem de grandes sistemas para extração, que trocam completamente todo o ar do ambiente em um tempo muito curto. Mais eficientes e muito mais baratos que esses grandes sistemas de filtragem de ar são dispositivos de extração que podem ser conectados em tochas apropriadas para a captação de fumos em sua fonte diretamente através da tocha. Com as tochas RAB GRIP e RAB GRIP HE 2 da ABICOR BINZEL, a extração de fumos se torna simples.

Fume_AdobeStock_122332205

Entretanto, podem ser cometidos erros ao usar uma tocha de solda para a captura de fumos de soldagem na fonte. Reunimos os 5 erros mais comuns quando se usa uma tocha de extração de fumos, para você evitar!

Erro nº 1: Posição incorreta da tocha de extração

Por razões puramente físicas, o fumo da solda sempre sobe. Portanto, as aberturas do bocal de extração devem ser posicionadas logo acima do processo para absorver o fumo de solda logo após sua formação.

Por este motivo, os ângulos de curvatura do pescoço da tocha de 45 graus e 60 graus são ideais para este tipo de tocha de solda. Se a posição de solda para a extração for relativamente vertical acima do processo, o soldador não apenas captura os fumos de forma otimizada, mas também solda ergonomicamente. O manuseio torna-se mais fácil em geral e o corpo não se cansa tão rapidamente.

Erro nº 2: Não usar o bocal de extração ideal

xFume_Portrait_BlackShroud_closeup

Para uma tocha de extração de fumos, o bocal de extração é a único consumível adicional. O fato de que alguns soldadores ainda hesitam ao pensar em usar uma tocha de extração como tocha para soldagem MIG/MAG deve-se principalmente ao bocal de extração, porque em alguns casos ele restringe a visão do processo de soldagem. Entretanto, para casos especiais, onde a visão do cordão de solda do componente não é limitada, bocais de extração com tamanhos especiais também podem ser obtidos – e estes tornam a vida muito mais fácil para o soldador. 

Xtract_Cutout_Reverse_Suction_closeup

Os bocais de extração disponíveis mostrados nos catálogos são compatíveis para diferentes aplicações – mas bocais de extração de fumos especiais são necessários para casos excepcionais. Naturalmente, um fornecedor profissional também tem em seu portfólio bocais de extração de fumos especiais para tochas de extração.

Erro nº 3: O conjunto dos cabos é muito longo

O desempenho ideal de extração de fumos está sempre relacionado ao comprimento do conjunto de cabo. Quanto mais longo o conjunto de cabos, menor a pressão estática e menor a capacidade de extração. Com um sistema móvel de extração de fumos, a pressão estática ideal varia de 100-170 m3/h. Muitas vezes, um conjunto de cabos muito longo é selecionado para a tocha de extração de fumos, embora a aplicação, por exemplo, não exija um conjunto de cabos de 5 metros e o componente também possa ser facilmente alcançado com um conjunto de cabos de 4 metros. Cada metro a mais e cada dobra no conjunto do cabo reduz o resultado da extração. Por outro lado, um conjunto de cabo de extração de fumos disposto corretamente, proporciona o desempenho necessário.

Embora bons dispositivos de extração de fumos alcancem o desempenho exigido, o objetivo deve ser sempre um sistema sincronizado. Com tochas de extração de fumos, a seguinte regra se aplica sempre ao comprimento do conjunto de cabos: tão curto quanto possível e tão longo quanto necessário.

Erro nº 4: O interior da tocha não é limpo regularmente

Uma tocha de extração de fumos para captura na fonte é posicionada idealmente diretamente acima do processo, mas durante seu trabalho de extração não só captura os fumos de soldagem, mas também o agente antirrespingos aplicado para pré-tratamento dos componentes, pois estes evaporam durante a soldagem e também são aspirados. Todas estas partículas de sujeira podem ficar presas no bocal de extração, assim como no interior da cabeça da tocha e no interior do conjunto de cabos. As partículas presas agem como um obstáculo no fluxo de sucção e reduzem a pressão de vácuo da extração. Quanto mais detritos, pior é o desempenho geral da extração.

geoeffneter_Absaugbrenner

Verificar e limpar regularmente o bocal de extração de fumos, o pescoço da tocha e o conjunto de cabos. Se os detritos não puderem ser removidos por sopro com ar comprimido, é melhor substituir os componentes correspondentes da tocha de extração de fumos.

Erro nº 5: Mau serviço da unidade de extração de fumos

A chamada caixa de pó do sistema de extração revela quantas partículas de sujeira produzidas durante a soldagem e coletadas pela tocha de extração de fumos, entram no sistema de extração e são então filtradas e coletadas na caixa de pó.

xFUME_dustbox_banner

Esta caixa de pó também deve ser esvaziada regularmente, é claro. A frequência com que a caixa de pó deve ser limpa depende da preparação do material a ser soldado, do material a ser soldado em si, do tempo de soldagem e dos parâmetros de soldagem. Se uma tocha de extração de fumos for muito usada, o sistema de extração deve ter um filtro limpável, com limpeza automática ou manual. Portanto, é difícil dizer em geral que o filtro tem que ser limpo e a caixa de pó esvaziada dia sim, dia não. Mesmo os filtros limpáveis não podem mais ser usados em algum momento e têm que ser substituídos. Bons sistemas de extração de fumos indicam quando o filtro precisa ser limpo, trocado ou que a caixa de pó deve ser esvaziada. Por favor, peça a seu fornecedor ou fabricante tochas de extração de fumos e sistemas de extração, se não tiver certeza sobre isso.

Confira a matéria na integra: 5 erros a se evitar com uma tocha de extração de fumos (binzel-abicor.com)

SHARE
RELATED POSTS
Brasil terá AMTS, o primeiro evento focado em tecnologia de manufatura para a indústria automotiva
Servitização de Máquinas-Ferramenta é o próximo tema dos webinars Indústria Xperience.
A infosolda qualificou soldadores no processo TIG

Deixe seu comentário

*