Metalurgia

Carbono equivalente

A temperabilidade de um aço carbono é determinada pelo teor de carbono e dos elementos de liga. Essa determinação é feita por equações que representam um teor de carbono equivalente, calculado a partir dos elementos de liga mais comuns e do teor de carbono chamado de carbono equivalente.

 Existem diversas fórmulas para calcular o carbono equivalente; uma equação bastante empregada é a desenvolvida pelo Instituto Internacional de Soldagem (IIW).


A soldabilidade de um aço carbono é determinada pelo teor seu carbono equivalente. Quanto menor for o carbono equivalente, menor a probabilidade de ser obtida uma microestrutura martensítica e, consequentemente, melhor a soldabilidade do aço.

Ceq < 0,40

Boa soldabilidade

0,40 ≤ Ceq ≤ 0.60

Média soldabilidade

Ceq > 0,60

Má soldabilidade 

Um carbono equivalente elevado não é indicador de que o aço não é soldável mas sim de que são necessários cuidados cada vez maiores. Segundo a classificação da soldabilidade do aço, quanto menor o carbono equivalente melhor sua soldabilidade. Assim, a tendência atual é reduzir cada vez mais o teor de carbono no metal de solda e aumentar o teor de elementos de liga que, apesar de terem um peso menor no carbono equivalente, endurecem o aço que comporá o metal de solda.

Por outro lado, o metal de base especificado para uma determinada aplicação nem sempre pode ser substituído por um aço com teor de carbono menor e, conseqüentemente, com carbono equivalente menor. Nesse caso, devem ser adotadas práticas que evitem a trinca a frio induzida por hidrogênio, como: pré- aquecimento, consumível com baixo teor de hidrogênio, controle da temperatura interpasse, processo de soldagem que introduza pouco hidrogênio na peça, pós- aquecimento e tratamento térmico pós-soldagem de alívio de tensões.

 Link Relacionado:

Soldagem – Coleção tecnológica SENAI – 1ª ed. 1997

SHARE
RELATED POSTS
Eficiência térmica
Conceito de chapa
História térmica da soldagem
1 Comentário
  • VITOR SOUZA QUINTAO
    novembro 21, 2018 at 4:33 pm

    Boa tarde. A fórmula do carbono equivalente do Instituto Internacional de Soldagem está descrita de forma errônea. Vocês colocaram o Nitrogênio (N) ao invés do Níquel (Ni)!

Deixe seu comentário

*