Higiene e Segurança

Limite de tolerância do agente ambiental

O limite de tolerância (LT) é a concentração ou intensidade de agentes nocivos abaixo da qual a maioria dos expostos não deverá apresentar danos específicos à saúde, durante a vida laborai. Os LTs vigentes (P 3214/78 e sucessivos) consideram jornadas de 48 horas semanais.

Certas pessoas hipersuscetíveis aos agentes podem apresentar efeitos a valores inferiores ao limite; cabe ao Serviço Médico (Medicina do Trabalho) detectar e acompanhar esses efeitos, com medidas especiais de proteção.

Nos casos de agentes asfixiantes simples, é importante conhecer a concentração de oxigênio no ambiente de trabalho, que não deve ser inferior a 18% em volume. O asfixiante simples como por exemplo o argônio, ocupa o lugar do oxigênio no ambiente; o asfixiante químico, como por exemplo o C02, reage quimicamente com o organismo, causando asfixia pelo bloqueio da oxigenação.

As substâncias carcinogênicas podem não apresentar relação dose-resposta; assim sendo, algumas delas não apresentam limites de tolerância; portanto, nenhuma exposição deve ser permitida.

Link Relacionado:

Soldagem – Coleção tecnológica SENAI – 1ª ed. 1997

SHARE
RELATED POSTS
Gases
Procedimentos de segurança
Prevencionismo no Brasil

Deixe seu comentário

*