Imprimir

Processo TIG - equipamento

Escrito por Infosolda. Posted in Processos

Para as aplicações mais comuns, o equipamento requerido para soldagem pelo processo TIG é relativamente simples. Consiste de uma fonte de energia elétrica que pode ser ao mesmo tempo um transformador, no caso de corrente alternada, ou um retificador ou gerador, no caso de corrente contínua; uma tocha com suporte para o eletrodo; um cabo de condução para o gás de proteção; um cabo para o sistema de refrigeração e um para a fonte de energia; uma fonte de gás, que pode ser um cilindro e um regulador de pressão, ou um conjunto de cilindros com canalização para alimentar a rede de distribuição, no caso de soldagem com vários postos de trabalho; e um regulador de vazão de gás.

Imprimir

Processo TIG - consumíveis

Escrito por Infosolda. Posted in Processos

Os consumíveis utilizados na soldagem TIG são o metal de adição e os gases de proteção.

 

metal de adição

O metal de adição para soldagem TIG é geralmente apresentado sob forma de vareta com cerca de 1 metro de comprimento. No caso de soldagem mecanizada, utilizam-se bobinas de fio enrolado. Os diâmetros dos fios e das varetas obedecem a um padrão que varia entre 0,5mm e 5mm. Os materiais e ligas utilizados na confecção das varetas são variados; classificam-se segundo sua composição química e de acordo com as propriedades do metal depositado.

Imprimir

Processo TIG - parâmetros

Escrito por Infosolda. Posted in Processos

Os parâmetros de soldagem são responsáveis pela qualidade do cordão de solda; assim, é preciso conhecer essas variáveis para escolher o procedimento adequado a cada tipo de trabalho. Os parâmetros a considerar são o comprimento do arco, a velocidade de soldagem, a vazão do gás e a corrente de soldagem.

Imprimir

Processo TIG - eletrodo

Escrito por Infosolda. Posted in Processos

O eletrodo utilizado na soldagem TIG é o de tungstênio, que tem o maior ponto de fusão dos metais: 3400°C. Além disso, o tungstênio é chamado termoiônico porque tem facilidade de emitir elétrons, o que auxilia bastante a estabilidade do arco; o tungstênio pode ser puro (99%) ou com ligas de zircônio ou tório.