Imprimir

Ensaio mecânico: Fratura

Escrito por Infosolda. Posted in Ensaios não Destrutivos e Mecânicos

 

Características

O ensaio de fratura é geralmente previsto para qualificação de procedimento de soldagem e de soldadores para solda em ângulo. Nesse caso, o ensaio é realizado pelo dobramento de uma parte do corpo de prova sobre a outra, de maneira que a raiz da solda seja tracionada.

 



 

finalidade do ensaio

O ensaio de fratura tem como finalidade detectar possíveis descontinuidades associadas à soldagem, tais como trincas, fusão incompleta na raiz de solda, inclusões e porosidades.

Corpo de prova

Os corpos de prova para o ensaio de fratura são variados e seguem normas; alguns são confeccionados conforme norma ASM E, secção IX, e podem ser soldados em junta de ângulo entre duas chapas, entre tubo e chapa ou entre tubos.

Nos corpos de prova ASME, a região a ser fraturada deve conter o início e o final do cordão de solda.

O corpo de prova está representado, na ilustração, pela parte tracejada.

Equipamento

O ensaio de fratura, da mesma forma que o ensaio de dobramento, pode ser realizado em uma prensa com capacidade relacionada às dimensões do corpo de prova e que permita adaptações de dispositivos adequados ao tipo de corpo de prova utilizado no ensaio; é comum também, a utilização das máquinas de ensaio do tipo universal.

Avaliação dos resultados

A avaliação dos resultados pode ser feita por meio de critérios de aceitação definidos por normas ou códigos de fabricação. O código ASME secção IX, ed. 1995, por exemplo, considera o ensaio aceitável se não for evidenciada a presença de trincas ou falta de penetração na raiz da solda e ainda, se a soma dos comprimentos de inclusões ou poros visíveis na superfície fraturada não excederem a 9,5mm para corpo de prova em chapa, e 10% de 1/4 da seção a dobrar para corpo de prova em tubo.

Link Relacionado:

Soldagem – Coleção tecnológica SENAI – 1ª ed. 1997