Imprimir

Fumos metálicos

Escrito por Infosolda. Posted in Higiene e Segurança

Os fumos metálicos, constituídos em geral por partículas de 0,005 a 2m de diâmetro, são formados a partir de vapores e gases que se desprendem das peças em fusão, seja da superfície da peça, seja do eletrodo, do revestimento do eletrodo, de substâncias adicionadas à solda, do tipo de fluxos ou pós e dos óleos protetores. Os vapores e gases, em contato com o oxigênio do ar, após resfriamento e condensação, oxidam-se rapidamente, formando os fumos.

Imprimir

Fumos

Escrito por Infosolda. Posted in Higiene e Segurança

Fumos

Os agentes químicos representam atualmente o maior problema para saúde ocupacional, pois além das diversas patologias que cada substância pode desenvolver isoladamente, podem-se observar ações aditivas ao aparelho respiratório que podem levar, inclusive, a câncer pulmonar. Dentre os fumos provocados pelos processos de soldagem, os fumos metálicos são os mais importantes, pois além de constituírem a maior parte, ainda apresentam algumas dificuldades para avaliação e controle.

A classificação dos fumos provocados pela soldagem é muito complexa. Sua quantidade e composição dependem do metal de base que está sendo soldado, do processo e do eletrodo usado. Nas publicações específicas de soldagem podem-se encontrar quadros que apresentam a composição qualitativa dos fumos em função do metal de base, do processo e do eletrodo ou arame utilizado.

Por Mário Luiz Fantazzini

Imprimir

Prevenção contra choques elétricos

Escrito por Infosolda. Posted in Higiene e Segurança

As medidas de prevenção contra choques elétricos incluem: projetos corretos: bitolas de fios, chaveamento correto (nunca usar as famosas chaves de facas expostas), dispositivos de proteção (fusíveis e disjuntores); aterramento de todas as partes ou estruturas sujeitas a energização por falhas ou defeitos (isto é norma trabalhista, NR-10); isolamento: isolamento físico e elétrico de circuitos, dupla isolação; sinalização e advertência nas instalações em geral e sobretudo nas operações de manutenção; uso de cadeados de segurança em circuitos abertos para manutenção; uso de tensão reduzida e inspeção periódica e manutenção.

Imprimir

Choque elétrico

Escrito por Infosolda. Posted in Higiene e Segurança

O choque elétrico pode ser definido como uma perturbação do organismo ao ser percorrido pela corrente elétrica. Os fatores que influenciam os efeitos do choque elétrico são: o percurso da corrente, em que os efeitos são mais sérios se o percurso incluir o coração ou os centros nervosos cerebrais; a forma e a freqüência da corrente, poisa corrente alternada tende a ser mais perigosa, assim como a freqüência de 60Hz; a duração do contato, ou seja, o tempo de exposição ao choque; a intensidade da corrente é o fator decisivo, ou seja, a intensidade da corrente que percorre o corpo, dada pela lei de Ohm.