Imprimir

Comparativo entre a produtividade e custo operacional dos processos de corte plasma convencionais e a tecnologia de corte plasma utilizando água como gás secundário.

Escrito por Infosolda. Posted in Processos de Corte

Artigo escrito por Daniel Adolpho do CETEC-SOLDA e Bruno Lualdi da Thermadyne.

O corte de metais é um dos pontos chaves para o processo produtivo de nossa indústria tendo como destaque a indústria naval e petroquímica.

No decorrer dos anos muitos equipamentos foram desenvolvidos com tecnologias cada vez melhores visando atingir a máxima produtividade e sobretudo equalizar a questão da velocidade de corte com sua respectiva qualidade.

As atuais tecnologias de corte plasma permitem que a questão qualidade de corte x produtividade ganhem um novo significado, em alguns casos substituindo com êxito para determinadas espessuras outros processos com características distintas como o laser e corte por jato de água com abrasivos.

Este trabalho tem por objetivo apresentar o Water Mist como alternativa quando comparados à processos mais onerosos.

Imprimir

Corte e goivagem pelo processo plasma

Escrito por Infosolda. Posted in Processos de Corte

Apresentação realizada pelo Prof. Edson Urtado do curso de Inspeção e   Automação em Soldagem do SENAI-SP Nadir Dias de Figueiredo.

A ionização dos gases gera elétrons livres e íons positivos entre os átomos de gás, quando isto ocorre, o gás torna-se eletricamente condutor, com capacidade de transportar corrente. Então, este se torna plasma, a forma de matéria mais abundante no universo.

Imprimir

Corte e Outros Processos de Preparação de Chanfro I

Escrito por Infosolda. Posted in Processos de Corte

Texto traduzido por Marcones Loureiro de Souza e Pedro Luis de Freitas Serrano, alunos da FATEC-SP.

Corte térmico

Corte térmico é diferenciado em oxicorte e corte de fusão (fusão). Ambos os processos são usados principalmente para a preparação de juntas soldadas de chapas, perfis e tubos, bem como para cortar seções da placa e tubos.

Oxicorte

O aço entra em fusão quando é aquecido até uma temperatura de ignição de aproximadamente 1100 °C e entra em contato com oxigênio.O processo produz calor e escória. Quando cercado pelo ar, o aço derrete a aproximadamente 1500 °C.

Imprimir

Corte e Outros Processos de Preparação do Topo a Ser Soldado

Escrito por Infosolda. Posted in Processos de Corte

Texto traduzido por José Carlos da Silva e Plínio Ebert Lima, alunos da FATEC-SP.

Corte a Plasma

Em física um plasma é geralmente entendido como sendo um gás aquecido intensamente, que devido sua alta temperatura, é conduzido eletricamente. Isto significa, todos os arcos são plasma. No campo da soldagem e corte o termo plasma é claro usado em um sentido mais restrito. Aqui, apenas um arco que é constrito por um bocal é chamado um plasma.

 

A característica principal do processo de corte a plasma é o arco de corrente direta, altamente concentrado, que é colidido entre um catodo de tungstênio e uma peça de trabalho metálica que será cortada, o gás de corte é soprado através do bocal constritor em alta velocidade. O metal fundido é completamente expelido do corte. Todos os metais eletricamente condutores podem ser cortados. Isto inclui, portanto, aqueles que não podem ser cortados a chama, tal como aços alta liga e alumínio.