Metalurgia

Tenacidade na junta soldada de aços API-DNV, fabricados por laminação controlada seguida de resfriamento acelerado

Artigo escrito por João Mauricio Godoy, Benedito Carlos Cavalheiro e Marcelo Salani da TenarisConfab.

Este trabalho apresenta valores de tenacidade à baixa temperatura obtidos na junta soldada de tubos fabricados a partir de chapas de aço laminadas a quente seguido de resfriamento acelerado. Os valores reportados são resultados de testes de CHARPY “V” e CTOD, aplicados em corpos de prova retirados do metal de solda e da zona termicamente afetada.A utilização destes aços na fabricação de tubos soldados por processo arco-submerso em dois passes utilizando arcos múltiplos,tem apresentado resultados de tenacidades confiáveis e superiores aos obtidos a partir de chapas laminadas pelo processo de laminação controlada sem resfriamento acelerado, principalmente em espessuras de 16 mm e superiores.Os requisitos do teste de tenacidade especificados pela norma DNV-OS –F101 aplicados em tubos fabricados de acordo com a norma API 5L,são considerados críticos. A criticidade é função dos valores mínimos a serem obtidos e também da freqüência estabelecida para ser aplicada em cada corrida de aço utilizada na produção de cada item de fabricação.

Arquivo: Tamanho 1,3 MB em pdf. 20 páginas e 16 figuras.

Textos relacionados:

Tensão residual de tração

Conceito de chapa

Tratamento térmico em juntas soldadas

Clique aqui e baixe o artigo: Tenacidade na junta soldada de aços API-DNV, fabricados por laminação controlada seguida de resfriamento acelerado

SHARE
RELATED POSTS
Aços de Alta Liga Resistentes à Corrosão II
Fissuração a quente
Aços de Alta Liga Resistentes à Corrosão IV

Deixe seu comentário

*