Imprimir

Avaliacao de juntas soldadas de tanques de transformadores e reatores para garantia da qualidade no setor elétrico

Escrito por Infosolda. Posted in Metalurgia

Trabalho escrito por E. Berkenbrock, S. P. Jardim, S. F. Becker, D. Bond no 19º Congresso Brasileiro de

Engenharia e Ciência dos Materiais – CBECiMat. 

Para modificar as dimensões dos moldes de injeção fabricados em aço AISI P20, assim como recuperar suas partes desgastadas e/ou fraturadas, evitando que estes sejam prematuramente descartados, pode ser realizado um reparo por soldagem utilizando o processo TIG (tungsten inert gas). Porém este aço possui baixa soldabilidade o que dificulta posterior usinagem dos reparos. Este trabalho tem como objetivo comparar a usinabilidade entre o aço P20 no estado fornecido (beneficiado) e soldado. Para isso foi realizado um planejamento experimental estudando o efeito da condição do material e sua usinabilidade. A rugosidade superficial foi avaliada e os resultados mostraram que não houve aumento da rugosidade no material soldado.

 A moldagem por injeção mostra-se como um dos principais e amplamente utilizados processos de transformação de polímeros, devido à sua grande versatilidade e consequentemente, grande aplicabilidade. Basicamente, o processo de injeção consiste em forçar o polímero fundido e homogeneizado para dentro de uma cavidade de um molde dando forma desejada ao produto. Neste segmento a fabricação do molde tem papel fundamental. Os custos destinados à produção de moldes representam 30% do custo de um produto fabricado pelo processo de injeção e mais 5% do custo deste produto é relativo ao aço utilizado.

 

Arquivo: Tamanho 0,21 MB - 9 páginas

Textos relacionados:

Processo TIG - características

Clique aqui e baixe o arquivo completo